Diretoria da CEB Distribuição aprova projeto piloto de mobilidade elétrica


Projeto de mobilidade elétrica é aprovado em reunião de diretoria colegiada 

 

A diretoria da CEB Distribuição aprovou em reunião nesta terça-feira (17.09), o projeto de mobilidade elétrica apresentado pela empresa ICT Inova. A proposta atendeu à chamada pública estratégica realizada em junho pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para o Programa de Pesquisa e Desenvolvimento.

 

No projeto homologado consta um modelo de negócio para a comercialização do fornecimento de energia que viabiliza a mobilidade elétrica, integrando fontes renováveis (placas fotovoltaicas) nos eletropostos, com plataforma de gestão de recarga inteligente e cobrança direcionada ao usuário. “A partir do CPF, o cliente recarrega o seu carro elétrico e esse consumo chegaria na residência cadastrada, baseada em como funciona a conta de energia”, explica o diretor de Regulação da CEB Distribuição, Wanderson Silva de Menezes.

 

A CEB Distribuição fará o aporte de 20 veículos elétricos superleves para esse processo de teste, que terá Brasília como cidade-piloto. “Essa é uma grande oportunidade de introduzir a mobilidade elétrica de forma estruturada na capital federal. O nosso objetivo é que ao término do período de estudos e experimentos, o veículo elétrico seja uma real opção de transporte sustentável para a população”, afirma o diretor Wanderson.

 

 
Diretor de Regulação da CEB Distribuição, Wanderson de Menezes

 

A companhia deverá assinar o contrato com a empresa ICT Inova até o mês de dezembro, e a partir de 2020 iniciarão as aquisições de equipamentos, instalações de eletropostos e outras demandas necessárias para a viabilização do projeto.

 

O custo total do programa está orçado em R$ 10 milhões e deverá ser finalizado e implantado em três anos.

 

Brasília, 18 de setembro de 2019.

 Outras Notícias...



Voltar